facebook
Voltar para a lista

Reaproveitamento de alimentos: (NÃO) joga fora no lixo!

29/11/2017

Reaproveitamento de Alimentos

O reaproveitamento de alimentos pode parecer estranho para quem não está habituado, mas, no caso de várias hortaliças, ramos, talos e cascas podem possuir 11 vezes mais nutrientes que a “polpa”.  Um estudo realizado pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), analisou a importância nutricional dessas partes presentes em frutas, verduras e legumes e concluiu que o reaproveitamento é a melhor opção para quem busca uma alimentação saudável.

A pesquisa observou 19 alimentos e alguns resultados surpreenderam, como no caso da cenoura, cuja casca (100 gramas) possui quatro vezes mais proteína vegetal, três vezes mais vitamina C e quantidade ainda maior de ferro do que na polpa.  Outro nutriente que ganha destaque é a fibra. Talos e sementes são ricos nessa substância fundamental para o bom funcionamento do trato intestinal.


VEJA TAMBÉM

Conheça a lista de legumes mais consumidos no Brasil

Índice Glicêmico: descubra se você precisa se preocupar com ele

Higienização de hortifruti: como fazer corretamente


Como fazer o reaproveitamento de alimentos

Promover uma mudança de hábitos e incorporar o que antes seria “sobra” na nossa alimentação pode fazer uma grande diferença. Por isso, saber como usar os “restos” não precisa ser um bicho de sete cabeças. Olha só: os talos podem ser usados picados ou triturados em massas de bolos e pães; as folhas de batata-doce, couve-flor, abóbora, mostarda e rabanete podem ser refogadas e consumidas como acompanhamento, enquanto as da cenoura e beterraba, por exemplo, podem ser consumidas cruas na salada; as cascas das frutas podem virar geleias, vitaminas e sucos.

O Mistério da saúde também apoia essa ideia!

Um cuidado importante para aproveitar o que o uso integral do alimento oferece é se atentar a forma preparo. Durante a cocção, vitaminas e minerais presentes nos alimentos são incorporados à água de preparo. Utilize esta água/caldo para fazer sopas, no tempero do feijão, no cozimento do arroz, entre outros.

Aproveitar essas partes que antes iriam para o lixo também significa economia e diversificação do cardápio. Isso porque, um único alimento pode ser preparado de diversas formas e todas com alto valor nutritivo. Você aproveita melhor os nutrientes e gasta menos nas compras do mês. Fica a dica!

Fonte: Hortifruti, 29 de novembro de 2017

Graviola é uma das frutas brasileiras

10 frutas brasileiras que você não consome, mas deveria

Notícia

É impossível experimentar de tudo, mas essas frutas brasileiras são especiais. Confira! ...

16/10/2017

Verduras

Verduras: saiba o que são e conheça as opções

Notícia

Repolho, agrião e couve estão em alta no primeiro semestre - aproveite as verduras da época ...

17/06/2019

Pinhão

Delícias de época: Pinhão invade cardápio do inverno

Notícia

A chegada do inverno traz, além de baixas temperaturas, a abundância do pinhão. Que tal conhecer um pouco mais sobre esse alimento típico do Paraná? ...

11/07/2018