facebook
Voltar para a lista

Agrotóxicos na agricultura: tecnologia a serviço da produção de alimentos

11/02/2020

agrotóxicos na agricultura

O uso de agrotóxicos na agricultura é uma das tecnologias que permitem com que o agricultor enfrente os desafios que afetam a lavoura, mantendo altos níveis da produção agrícola.

As plantas também precisam de proteção

Uma das principais preocupações de quem produz alimentos no Brasil é a alta incidência de pragas e doenças. Muitas espécies de vírus, bactérias, fungos, nematoides e insetos afetam negativamente a produção agrícola e, por isso, o produtor precisa proteger suas plantas.

agrotóxicos na agricultura pragas
Plantação de milho atingida por pragas

Diversos são os organismos que podem ser chamados de pragas. As plantas daninhas são as vegetações que disputam água e nutrientes com a cultura. Já os insetos e fungos não apenas disputam alimento conosco, como também fazem as plantas adoecerem.

Nesse sentido, para evitar que esses prejuízos ocorram, diferentes tecnologias são utilizadas para manter os níveis das pragas abaixo daqueles capazes de causar danos econômicos.

A adoção de agrotóxicos na agricultura, em conjunto com outras inovações, favorece lavouras sustentáveis e contribui para a segurança alimentar dos consumidores. Além disso, o aumento da produtividade está diretamente relacionado às inovações tecnológicas, como biotecnologia e defensivos, químicos e biológicos, cada vez mais específicos para os diversos desafios que os agricultores enfrentam no campo.


SAIBA MAIS:

A agricultura precisa realmente dos agrotóxicos?

Especialista rebate estudo do Greenpeace sobre agrotóxicos


História e uso dos agrotóxicos na agricultura

Agrotóxicos nos alimentos-mobileO uso de agrotóxicos na agricultura não é uma novidade. Registros de mais de quatro mil anos relatam a prática de se utilizar produtos químicos para combater pragas em plantações. Enxofre, arsênico, chumbo, mercúrio e outros produtos venenosos foram utilizados, por povos de antigas civilizações, para controlar pragas em áreas cultivadas.

O melhor entendimento das moléculas e os avanços nas mais diversas áreas da ciência transformaram os produtos químicos em uma das alternativas mais eficientes no controle de pragas no campo.

Atualmente, os agrotóxicos apresentam em sua composição, substâncias muito menos tóxicas quando comparadas às de antigamente.

Além disso, para utilizar agrotóxicos na agricultura, é necessário que esses estejam devidamente registrados no órgão governamental responsável. Sendo assim, o registro garante que o produto foi avaliado e é seguro aos animais e meio ambiente.

Agrotóxicos no Brasil

No Brasil, o uso de agrotóxicos na agricultura está relacionado principalmente ao clima tropical, presente em maior parte do território. Nesse sentido, o fator climático é responsável pela alta incidência de pragas e doenças, uma vez que favorece o ciclo de vida desses organismos.

Considerado uma das maiores potências agropecuárias do mundo, o país consegue manter sua alta produtividade com uma baixa aplicação de agrotóxicos por área plantada.


SAIBA MAIS:

Uso de agrotóxicos no Brasil: uma perspectiva a partir de dados


Essa realidade é resultado da adoção das boas práticas agronômicas pelos produtores, incorporação de novas tecnologias na lavoura e moléculas mais modernas, que mesmo em doses menores, são mais eficientes.

Vantagens e os riscos do uso de agrotóxicos na agricultura

Estima-se que a incidência de pragas provoca perda anual de 20% a 40% dos alimentos produzidos no mundo todo, de acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO).

O uso de agrotóxicos na agricultura é fundamental para a redução ou paralisação do desenvolvimento de pragas na lavoura, ou seja, sua função é proteger as plantas.

Dessa forma, a lavoura irá apresentar:

  • Aumento da produtividade;
  • Maior disponibilidade de alimentos;
  • Preços mais acessíveis ao consumidor;
  • Sustentabilidade;
  • Geração de empregos e renda.

Também é importante lembrar, que o uso de agrotóxicos na agricultura deve seguir as exigências impostas pela Lei de Agrotóxicos nº 7.8022, de 1989 – que restringe a utilização desses produtos. A não conformidade de quem utiliza com a legislação pode acarretar em problemas, como:

  • Contaminações do ambiente;
  • Intoxicação de pessoas que manuseiam esses produtos;
  • Possibilidade de resíduos de agrotóxicos nos alimentos;
  • Seleção de pragas resistentes, acarretando na perda de sua eficácia.

Felizmente, a utilização de agrotóxicos na agricultura brasileira tem se mostrado positiva. O Programa de Análises de Resíduos de Agrotóxicos (PARA), coordenado pela Anvisa, avaliou mais de 16 mil amostras nos últimos anos. Dessa maneira, os resultados mostraram que mais de 99% dos alimentos estavam seguros para o consumo, ou seja, o emprego de agrotóxicos na lavoura ocorre de acordo com a legislação.

A utilização de agrotóxicos na agricultura está associada a todos os sistemas de produção, inclusive ao orgânico

figo com calda bordalesa | Crédito: Mário Eidi Sato
Figo tratado com calda bordalesa

Muitas pessoas não sabem, mas os agrotóxicos também são utilizados na agricultura orgânica. Um exemplo da utilização desses produtos nesse sistema de cultivo é o controle de doenças causadas por fungos por meio de um fungicida conhecido como calda bordalesa.

Nesse sentido, esse produto é composto por cal virgem e sulfato de cobre e seu uso é permitido na agricultura orgânica por ser considerado pouco tóxico.

Entretanto, apesar dessa característica, vários cuidados devem ser tomados na utilização desses produtos. Dessa forma, o produtor deve utilizar equipamentos de proteção individual (EPIs) e respeitar as doses de aplicação. Assim, é possível evitar danos ao produtor, ao solo e às plantas, além de manter os alimentos livres de resíduos de agrotóxicos acima do limite máximo permitido.

 

Fonte: Brazilian Journal of Development, EMBRAPA.

Caju

Caju: delícia tropical

Notícia

Uma das frutas símbolos da tropicalidade brasileira, o caju ainda guarda curiosidades e benefícios incríveis. Conheça ...

31/01/2018

Pinhão

Delícias de época: Pinhão invade cardápio do inverno

Notícia

A chegada do inverno traz, além de baixas temperaturas, a abundância do pinhão. Que tal conhecer um pouco mais sobre esse alimento típico do Paraná? ...

11/07/2018

Alimentos convencionais: o que são?

Alimentos convencionais, transgênicos e orgânicos: você sabe a diferença entre eles?

Notícia

A diferença dos alimentos transgênicos para os convencionais e orgânicos ainda são motivo de dúvida para muita gente ...

16/10/2017