facebook
Voltar para a lista

Alimentos convencionais, transgênicos e orgânicos: você sabe a diferença entre eles?

16/10/2017

Alimentos convencionais: o que são?

Alimentos convencionais ou orgânicos? Posso confiar nos transgênicos? Qual a melhor opção para minha família? Essas são algumas das perguntas que nos vem a cabeça quando escutamos falar da classificação dos alimentos.  A diferença dos alimentos transgênicos, convencionais e orgânicos é comumente discutida pela sociedade. Por falta de informações, muito mitos são construídos e dados apresentados de forma distorcida.

No meio disso, fica o consumidor sem saber o que escolher.  Para clarear um pouco a visão sobre o tema, destacamos as principais características dos modos de produção.  Dessa forma, você tira suas dúvidas e passa a entender melhor do consumo de frutas, legumes e verduras. Esperamos que ajude!

Alimentos convencionais, orgânicos ou transgênicos?
Saber a diferença entre alimentos convencionais, orgânicos e transgênicos pode ajudar na sua escolha

Alimentos convencionais

Os alimentos convencionais são aqueles oriundos de um sistema de produção que usa insumos e tecnologias agrícolas. Pode ser empregado não apenas em pequenas como também em grandes áreas. É um importante modo para a entrega de alimentos em grande quantidade e segue regras bastante rígidas para garantir segurança de quem produz e consome. Além disso, com o avanço da ciência agrícola, diversas tecnologias foram sendo incorporadas e tornando esse modo de produção cada vez mais eficiente.

 

Alimentos orgânicos

Ao contrário do que muitos pensam, na produção orgânica não se elimina totalmente o contato com agrotóxicos. A produção orgânica está autorizada a usar – e muitas vezes usa – agrotóxicos. A diferença é que os produtos usados no cultivo orgânico não podem ser sinteticamente produzidos, mas devem ser derivados de fontes naturais.

Tal regra está descritas no Art. 98 da Instrução Normativa do Ministerio da Agricultura. Por ser um tipo de cultivo bastante comum na mão de obra familiar e em pequenos núcleos agrícolas, a produção de alimentos orgânicos ainda é feita em escala muito reduzida, razão pela qual o preço acaba sendo maior que o de alimentos convencionais e transgênicos, por exemplo.

 

Alimentos transgênicos

Por fim, os alimentos transgênicos baseiam-se na modificação genética – prática realizada pelo ser humano há mais de 10 mil anos – para incorporar a algumas características agrícolas de interesse, como resistência a insetos, tolerância a herbicidas e ganhos nutricionais.

 


VOCÊ TAMBÉM PODE SE INTERESSA POR

Agrotóxicos: perigos, riscos e percepções

Maçã geneticamente modificada chega aos supermercados dos EUA


 

Ao contrário do que muitos pensam, nenhum alimento transgênico é aprovado para consumo sem passar por rigorosíssimos testes de biossegurança. Eles também causam menor impacto ao meio ambiente, contribuindo para a redução do uso de insumos agrícolas.

Por isso, não é preciso preocupação com o consumo de transgênicos.

 

Fonte: Redação Hortifruti Saber & Saúde, 16 de outubro de 2017.

Brasil lança plano para ganhar destaque no mercado de frutas

Notícia

Plano Nacional do Desenvolvimento da Fruticultura (PNDF) é estratégia do País para aumentar a exportação de frutas ...

02/03/2018

Especialista rebate estudo do Greenpeace sobre agrotóxicos

Notícia

Para Nicholas Vital, a presença de resíduos de agrotóxicos nos alimentos não implica, necessariamente, em risco à saúde ...

09/11/2017

Jaracatiá

Jaracatiá: descubra os segredos dessa fruta também chamada de mamão bravo

Notícia

O jaracatiá é uma das frutas consideradas típicas e exóticas do nosso país. Se você ainda não tinha ouvido falar, essa é a hora! ...

28/05/2019