facebook
Voltar para a lista

Feios, mas com os mesmos nutrientes: conheça os alimentos imperfeitos

20/05/2019

Alimentos Imperfeitos

Você com certeza já deixou de comprar uma cenoura por conta de, digamos, beleza. Isso é normal pois, ao escolhermos os alimentos, há uma expectativa estética por parte do consumidor. Temos um formato, cor e tamanho em mente. Isso significa que aquela cenoura meio torta, aqueles alimentos imperfeitos, vão acabar esquecidos na banca da feira ou do supermercado. Muitos estabelecimentos (e consumidores) só aceitam frutas, legumes e verduras se estes estiverem seguindo o padrão estabelecido. O resultado é que toneladas de alimentos saudáveis acabam indo para no lixo.

O desperdício impressiona: de acordo com a Associação Brasileira dos Supermercados (Abras), o valor que os supermercados brasileiros perdem anualmente com alimentos aptos ao consumo mas que foram jogados fora por danos, aparência ou validade chega a ser de R$ 7,1 bilhões. Chamada no varejo de “quebra operacional”, o desperdício abocanha, ano após ano, uma fatia de 2% do faturamento bruto do setor.

Mesmo com números impressionantes, muitas pessoas ainda pensam duas vezes antes de comprar um alimento feio. Mas será que, do ponto de vista nutricional, isso faz sentido?


VEJA TAMBÉM

Saiba como armazenar os alimentos corretamente

Agrotóxico – realmente precisamos dele?


Alimentos imperfeitos apresentam diferença nutricional?

Tanto os alimentos imperfeitos quanto aqueles considerados dentro dos padrões podem ter exatamente a mesma composição nutricional. Isso porque, não é o aspecto físico que demonstra ou até mesmo que determina a concentração dos nutrientes nos alimentos.

Na verdade, todos os alimentos que vêm da mesma planta, têm a mesma composição, independentemente de serem feios ou bonitos. É o que explica a nutricionista Sueli Longo.

“Do ponto de vista nutricional, não existe perda. Uma fruta feia, por exemplo, pode vir da mesma planta que uma fruta perfeita. Nesse caso, ambas teriam o mesmo aspecto nutricional”.

Sueli ainda revela que a composição nutricional de um alimento é definida pela sua composição química e é influenciada pela qualidade do solo e do clima. Outro aspecto que não se modifica é o sabor. Alimentos feios e bonitos possuem o mesmo sabor.

morango imperfeitoÉ importante, porém, ressaltar que alimentos imperfeitos são aqueles que fogem do padrão estético ou seja: são maiores ou menores que o esperado ou possuem alguma característica especial (como uma coroa a mais no abacaxi, uma coloração da laranja), etc. Alterações na aparência causadas por micro-organismos ou doenças, por outro lado, podem reduzir o número de nutrientes dos alimentos e/ou torná-los impróprios para o consumo. 

 

Imperfeito é diferente de impróprio para consumo

Um vegetal imperfeito possui uma aparência diferente, mas não tem nenhuma doença ou contaminação. Por isso, examinar qualquer alimento antes da compra é essencial. Independente do padrão estético, um vegetal na hora da compra deve:

  • Estar com a casca intacta
  • Não apresentar machucados e amassados
  • Estar no ponto de maturação de sua preferência
  • Não ter “passado do tempo” – ou seja, estágio de maturação muito avançado.
  • Estar acondicionado de maneira correta.

VOCÊ TAMBÉM PODE SE INTERESSAR:

Alimentos Orgânicos X Convencionais: qual o melhor?

Descubra os segredos de uma alimentação equilibrada

Nutrientes mais encontrados em frutas e hortaliças


Por que consumir alimentos imperfeitos?

O principal apelo para o consumo de alimentos fora do padrão está na importância de se evitar o desperdício. Em um cenário como o atual, em que o desperdício e a falta de alimentos coexistem, evitar que alimentos prontos para o consumo sejam jogados no lixo é algo mais do que necessário.

Além disso, como esse tipo de alimento não é muito desejado, o preço pode acabar sendo convidativo. Em alguns estabelecimentos é possível encontrar vegetais por até metade do preço.

Nos últimos anos, inclusive, algumas iniciativas foram criadas para incentivar o consumo dos alimentos imperfeitos. Um desses projetos liga produtores e mercados a consumidores que não se importam com a aparência dos alimentos.

Confira algumas delas:

  1. Fruta Feia

Projeto português que recolhe de produtores as hortaliças e frutas pequenas, grandes ou disformes que eles não conseguem escoar. Com estes produtos preparamos cestas de dois tamanhos para entregar aos consumidores associados da Fruta Feia CRL

  1. Fruta Imperfeita

A empresa Fruta Imperfeita é de São Paulo e  oferece o seguinte serviço: você pode assinar e receber em casa frutas e legumes saudáveis, mas imperfeitos, pela metade do preço.

  1. We Food

A We Food é uma ONG dinamarquesa que vende mercadorias que os supermercados comuns não podem mais vender devido a aparência, rótulos incorretos ou embalagens danificadas.

 

Você já consumiu alimentos imperfeitos? Qual a sua experiência? Conte para a gente nos comentários do Facebook.

 

Fonte: Hortifruti, 20 de maio de 2019

Alimentos que ninguém gosta

Conheça o lado bom de alguns alimentos que ninguém gosta

Notícia

Alimentos que ninguém gosta fazem muita gente torcer o nariz. Entretanto, mesmo com a popularidade em baixa, muitos são ótimas opções nutricionais ...

12/09/2018

Temperos frescos sempre à mão

Notícia

Plantar as hortaliças que dão sabor as refeições é fácil e ainda garante a frescura dos temperos ...

05/02/2018

Sem graça? Apesar da fama, Chuchu é versátil e nutritivo

Notícia

Conhecer as propriedades da hortaliça pode ser o empurrão que faltava para você incluí-la na sua alimentação diária ...

09/02/2018