facebook
Voltar para a lista

Alimentos transgênicos: o que são e quais suas características?

13/09/2019

Alimentos transgênicos

O consumo de alimentos transgênicos é sempre pauta de debate quando o assunto é alimentação saudável. Para que você não tenha mais dúvidas na hora de consumir alimentos transgênicos explicamos abaixo tudo que você precisa saber sobre o assunto: o que são, quais suas características, como identificar e qual o impacto para a sua saúde.

O que são alimentos transgênicos?

Alimentos transgênicos são aqueles provenientes de organismos que passaram por melhorias genéticas com o objetivo de conferi-los algum benefício, seja nutricional ou agronômico. 

Essa melhoria é feita por meio de técnicas da biotecnologia que inserem um gene de outra espécie no genoma da planta, do animal ou do microrganismo que dará origem ao alimento. As espécies que recebem o gene também são conhecidas como organismos geneticamente modificados (OGM).

Os benefícios agregados aos alimentos transgênicos podem ser vários, dependendo do objetivo do seu desenvolvimento. Esse tipo de melhoramento genético pode gerar plantas mais nutritivas, mais resistentes a pragas e doenças ou tolerantes a defensivos e a estresses ambientais, como plantas tolerantes à seca, por exemplo.


SAIBA MAIS:

OGM e Transgênicos: você sabe a diferença?


 

Alimentos transgênicos fazem mal à saúde?

Ao contrário do que muitos pensam, alimentos transgênicos não fazem mal à saúde. De acordo com as pesquisas realizadas até hoje, os alimentos transgênicos são seguros para o consumo humano e animal, assim como para o meio ambiente.

Estudos recentes, realizados por instituições da União Europeia, afirmam a segurança desses alimentos. Além desses, diversos outros estudos, como da academia de Ciências dos Estados Unidos, reafirmam a segurança dos alimentos transgênicos e seus derivados.

Esses alimentos possuem o mesmo aspecto visual, mesmo aroma, sabor e mesmas características nutricionais que os demais alimentos. Ou seja, são como outro alimento qualquer. No caso de produtos industrializados que têm ingredientes transgênicos, é possível observar a imagem de um “T” contido em um triângulo amarelo na embalagem. 

Além disso, constam no rótulo uma das seguintes expressões, dependendo do caso: “(nome do produto) transgênico”, “contém (nome do ingrediente ou ingredientes) transgênico(s)” ou “produto produzido a partir de (nome do produto) transgênico”.

 

Como identificar a presença de alimentos transgênicos

alimentos transgênicos rotulagemDesde 2016, foi determinado que todos os alimentos transgênicos precisam ser rotulados.  Essa decisão foi tomada pelo Tribunal Regional Federal 1 (TRF-1) em atendimento a um pedido do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) de rotulagem de alimentos.

O decreto 4.680 de 2003 que assegura o direito à informação quanto aos alimentos que contém OGM, determina que o consumidor deve ser informado quando um alimento apresenta quantidade acima do limite de 1% do produto geneticamente modificado. No entanto, o TRF-1 considerou que o direito à informação previsto no código de defesa do consumidor se sobrepõe ao decreto 4.680 de 2003, determinando que devem ser rotulados todos os alimentos que contenham ou sejam produzidos a partir de OGM, independentemente do teor.


SAIBA MAIS:

Alimentos convencionais, transgênicos e orgânicos: você sabe a diferença entre eles?


Quais são os tipos de alimentos transgênicos que existem?

cuscuz milho transgênicoNo Brasil, as plantas que dão origem aos alimentos transgênicos são a soja, o milho e, algumas variedades de cana-de-açúcar. Sendo assim, é bem provável que você consuma transgênicos todos os dias, pois muitas dessas culturas servem como ingredientes para diversos alimentos processados e industrializados. 

Além disso, existem outras formas dos organismos transgênicos estarem presentes na nossa alimentação, como os microrganismos utilizados para a produção de queijo.

Em outros países do mundo, são aprovados outros tipos de alimentos transgênicos, inclusive animais. É o caso do salmão transgênico, primeiro animal geneticamente modificado aprovado para o consumo humano, liberado nos Estados Unidos e no Canadá. 

No caso das plantas, embora 99% das culturas transgênicas cultivadas no mundo sejam soja, milho, algodão e canola, existem outras que também são produzidas, como mamão, abóbora, berinjela e alfafa. 

 

Quais os benefícios dos alimentos transgênicos?

Dentre as principais vantagens dos alimentos transgênicos para a população, podemos considerar:

Redução do uso de agrotóxicos na produção de alimentos

Uma das principais características atribuídas às plantas transgênicas é a resistência a insetos. Quando as plantas resistem a essas pragas no campo, ocorre uma redução significativa do uso de agrotóxicos para a produção agrícola. Quando se reduz a necessidade de aplicar esses produtos, a quantidade de possíveis resíduos de agrotóxicos nos alimentos também é reduzida. 

Aumento da disponibilidade de alimentos com menores prejuízos ao meio ambiente

Com as características agronômicas atribuídas às sementes transgênicas, seja de resistência a insetos, tolerância a herbicidas ou à seca, ocorre uma melhora significativa na produção agrícola. Nesse caso, é possível aumentar a produtividade, ou seja, produzir mais alimentos em menor área. Dessa forma, a necessidade de expansão de novas áreas e de desmatamento é bastante reduzida. 

Respeito e promoção do bem-estar animal

Até a década de 70, uma enzima utilizada para a produção de queijos, a quimosina, era extraída do estômago de bezerros alimentados apenas com leite. Esse procedimento é considerado incômodo e doloroso para esses animais. Graças à transgenia, foi possível, na década seguinte, isolar o gene da quimosina e inseri-lo na levedura do leite. A partir de então, deixamos de precisar dos bezerros para obter a quimosina. Inclusive, a enzima obtida por microrganismos transgênicos é mais eficiente para a produção de queijos.

 

Como são produzidos os transgênicos

A produção de transgênicos segue uma série de etapas que levam vários anos. Ela é possível graças a uma descoberta da ciência em 1972 que ficou conhecida como tecnologia do DNA recombinante. Com isso, foi possível “cortar” o genoma de um organismo em pequenos fragmentos de DNA para então inseri-los em outro.


SAIBA MAIS:

Alimentos Orgânicos X Convencionais: qual o melhor?


Veja abaixo como se produz uma planta transgênica:

Como produzir uma planta transgênica

 

Fonte: Hortifruti

Flores comestíveis

Flores comestíveis: 10 opções para deixar suas refeições mais bonitas

Notícia

Flores comestíveis dão aroma e sabor aos preparos culinários. Conheça dez opções e se jogue na cozinha ...

07/11/2018

Guavira

Guavira: conheça a fruta símbolo do Mato Grosso do Sul

Notícia

Ser símbolo de um estado não é para qualquer um. A guavira, fruta do Cerrado, conquistou esse posto e hoje é a fruta que representa o Mato Grosso do Sul ...

25/07/2018

Queima do Alho

Couve: uma das estrelas da tradicional Queima do Alho

Notícia

A “Queima do Alho” é uma das atrações da Festa de Peão de Barretos. Trata-se de um evento gastronômico do qual a couve é um dos destaques ...

08/08/2018