facebook
Voltar para a lista

5 curiosidades sobre a pitanga

05/09/2018

pitanga

De sabor agradável, que varia entre o doce e o ácido, a Pitanga é uma fruta que conquista admiradores por todo mundo. Muito versátil, pode ser consumida in natura, ou utilizada para o preparo de polpas, sucos, sorvetes, picolés, doces, licores e ainda fermentados.  Assim como outras frutas nativas, a Pitanga também é ingrediente de pratos salgados sofisticados e de sobremesas de dar água na boca.

O mercado aposta ainda que o consumo da fruta possa ter um grande crescimento. Existem perspectivas do uso da pitanga como aditivo em bebidas lácteas, na composição com cereais matinais e nas formas de produtos como o refresco em pó e o néctar.

A Pitanga também vem despertando o interesse da indústria farmacêutica, com esforços na busca de substâncias com diversos efeitos. E já que ela está tão em alta, este é o momento certo para você entender um pouco a mais sobre a Pitanga. Conheça abaixo 5 curiosidades dessa fruta que é pequena no tamanho, mas enorme no sabor. 


SAIBA MAIS

Frutas: aprecie sem moderação

Surpreenda-se com cinco curiosidades sobre a goiaba


  • Pitanga tipicamente brasileira

A pitanga é uma fruta nativa do Brasil, encontrada naturalmente em regiões da Mata Atlântica. No entanto, como é uma planta de fácil adaptação a diferentes climas e solos, é possível encontrá-la em quase todo o território brasileiro. Os centros de diversidade que tem a pitangueira como espécie nativa são o Nordeste/Caatinga, Sul/Sudeste, Brasil Central/Cerrado e Mata Atlântica. Ainda que seja tipicamente brasileira, são encontrados registros da existência de pitangueiras nos Estados Unidos, Ilhas do Caribe, China, Ceilão, Antilhas, Argélia, Tunísia e França.

 

  • Pitanga de várias cores

Quando pensamos na Pitanga, a cor que primeiro nos vem à cabeça é o vermelho. Não é para menos, até mesmo o nome da fruta é relacionado a esta cor. A palavra pitanga vem do termo ybápytanga do antigo Tupi-Guarani e significa “fruto avermelhado” (ybá, “fruto” + pytang, “avermelhado” + a, sufixo). Contudo, não existem pitangas apenas dessa cor. Apesar de ser mais comum nos tons laranjas ou nos diversos tipos de vermelho, é possível encontrar variedades amarelas, roxas ou pretas. É válido destacar que na mesma árvore o fruto poderá ter desde as cores verde, amarelo e alaranjado. Até a cor vermelho-intenso é possíve encontrar, de acordo com o grau de maturação.

 

  • Pitanga pequena, mas nutritiva

Apesar de seu tamanho pequeno, com diâmetro de 2 a 3 centímetros, a Pitanga é gigante no aspecto nutricional. De acordo com a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TACO), a fruta é fonte de vitamina C, contém vitamina A e os minerais: cálcio, ferro e fósforo. Além disso, a Pitanga é também um alimento com baixo valor energético, 100 gramas da fruta contam com apenas 41 calorias. A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) realizou estudos que mostram que as pitangas têm altos teores de compostos fenólicos totais, antocianinas totais e atividade antioxidante, sendo que estes teores são maiores em pitangas roxas, quando comparadas com as de coloração laranja e vermelha. Esses estudos também comprovaram que as pitangas são ricas em carotenoides, com teores superiores aos da cenoura.

 

  • Produção de pitanga faz sucesso no Nordeste e no Sul

Não existem dados oficiais sobre a comercialização da Pitanga. No entanto, estima-se que o Brasil seja o maior produtor mundial da fruta. Com destaque para o estado de Pernambuco, que conta com a maior plantação contínua do país (50 hectares). Na região Sul, a Embrapa Clima Temperado vem avaliando esta espécie desde a década de 1980 e, atualmente, desenvolve um projeto de pesquisa no qual genótipos estão são avaliados em unidades de observação nos estados do RS, SC e PR.

 

  • A pitanga na literatura

Grandes autores da nossa literatura se deixaram seduzir pela Pitanga. Reza a lenda que o livro “Casa-Grande e Senzala”, de Gilberto Freyre, foi escrito durante uma safra de pitanga. Freire gostava tanto da fruta que criou o conhaque de pitanga, bebida a base de cachaça pernambucana e, claro, da fruta.  Quem também utilizou o fruto vermelho nos textos foi Machado de Assis (Quincas Borba), Guimarães Rosa (Sagarana) e José de Alencar (Iracema).

 

Bônus – receita de caipirinha de pitanga.

Não seria a mesma coisa se, depois de tanta informação, você não soubesse alguma receita com a fruta, não é verdade? Então, que tal aprender a fazer um delicioso drink? Confira e saboreie.

Ingredientes

  • 12 a 15 pitangas maduras;
  • 2 colheres de sobremesa de açúcar;
  • 60 ml de boa cachaça;
  • Gelo em cubos.

Modo de preparar

Primeiramente, amasse as pitangas e o açúcar em um copo próprio para caipirinha. Depois, acrescente o gelo e a cachaça. Mexa bem. Está pronta.

 

Fonte: Hortifruti, 5 de setembro de 2018

Referências:

  • Pitangueira. Recife : Empresa Pernambucana de Pesquisa Agropecuária-IPA, 2007.  87p.;
  • TABELA BRASILEIRA DE COMPOSIÇÃO DE ALIMENTOS / NEPA – UNICAMP. – 4. ed. rev. e ampl, 161 p., 2011.
Frutas ameaçadas de extinção

Conheça 5 frutas ameaçadas de extinção

Notícia

Alguns alimentos naturais do Brasil podem desaparecer. Conheça cinco frutas ameaçadas de extinção e saiba como você pode ajudar a evitar esse destino ...

17/10/2018

Frutas cítricas

Frutas Cítricas – você sabe o que são?

Notícia

Para ser fazer parte do grupo das frutas cítricas é necessário que a quantidade de vitamina C seja expressiva. Saiba quem cumpre esse critério ...

16/04/2019

Vai um chazinho aí?

Notícia

As hortaliças e frutas são utilizadas em diferentes formas, mas você já preparou uma xícara de chá com elas? ...

02/01/2018