facebook
Voltar para a lista

Delícias de época: Pinhão invade cardápio do inverno

11/07/2018

Pinhão

Com a chegada do inverno e das baixas temperaturas, o clima é ideal para o consumo de alguns alimentos. Mesmo para aqueles que detestam ver os termômetros marcando que o clima esfriou, há bons motivos para comemorar. Isso porque essa é também a época do pinhão.

Semente da araucária, árvore abundante no estado do Paraná, o pinhão é muito confundido com a fruta que lhe dá origem. Na verdade, o fruto da araucária é a pinha, onde encontramos a semente, isto é, o pinhão.

 

Pinhão é protegido por lei

Para garantir a sustentabilidade e proteger as araucárias da extinção, a colheita do pinhão é regulamentada por lei. De acordo com a portaria 054/2008 do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), a colheita do pinhão está permitida desde o dia 15 de abril e segue até o fim da queda do fruto dos pinheiros, próximo ao mês de julho.

Todo esse cuidado tem um motivo. As araucárias que, no século passado, ocupavam mais de 80 mil quilômetros quadrados do Paraná, hoje estão reduzidas a uma área de cerca de 4% desse tamanho. A araucária foi muito explorada por conta de sua madeira branca e muito resistente. Hoje, entretanto, devido à proteção ambiental, as florestas de araucária começaram a ser novamente formadas. A regulamentação da colheita do pinhão deu grande contribuição a esse processo.

Além de ser um alimento tipicamente brasileiro, o fruto também é muito nutritivo. Nos próximos parágrafos você conhece mais dessa semente que é símbolo do estado do Paraná.


SAIBA MAIS

Conheça a fruta que é símbolo do Goiás

Também é típico da região sul: conheça mais da erva-mate


Pinhão na culinária

O pinhão é um alimento muito versátil. É consumido apenas assado ou na brasa mas também em preparos mais elaborados. Cozida com água e sal, a semente da araucária é perfeita para se comer ainda quentinha, direto da casca.

Quem encontra o pinhão com facilidade pode se arriscar na cozinha. A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), inclusive, lançou um livro com mais de 100 receitas que têm como ingrediente principal a semente. São receitas doces e salgadas que foram testadas pelos pesquisadores que mergulharam na cultura culinária paranaense.

 

Como escolher o fruto

O pinhão colhido antes da época pode estar verde e, caso isso ocorra, o alimento fica sem sabor e com alta concentração de água. Muitos extrativistas, porém, não querendo esperar a semente cair no chão, colhem a pinha verde. Essas frutas teriam de ficar no pé por mais 30 ou 40 dias para amadurecerem por completo.

Assim, é mais comum encontrar o fruto verde entre abril e meados de maio, uma vez que existem mais de 15 variedades de araucárias e nem todas as pinhas amadurecem na mesma época. Para conferir se o pinhão está maduro, é preciso verificar a cor da casca: deve ser marrom nas pontas e amarelado no restante. Ao apertar, deve ser firme e não deve ceder à pressão dos dedos.

 

Nutrientes do pinhão

De acordo com a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TBCA) 100g do fruto cozido contem 3,15g de proteína vegetal, 33,2g de carboidrato disponível, 10,7g de fibra alimentar e 176 calorias. O pinhão contém também vitaminas e minerais,  com destaque para o potássio – 728mg/100g.

Atenção, as pesquisas indicam que existem diferenças na composição do alimento cru e do cozido em água. Isso é devido, principalmente, ao aumento na umidade após o cozimento. Ao se cozinhar a semente, alguns minerais acabam sendo perdidos na água.

 

Fonte: Hortifruti, 11 de julho de 2018

Açaí é base de corante que facilita cirurgias oculares

Notícia

Fruta é base de um composto que pode facilitar muito as cirurgias intraoculares ...

21/11/2017

Melão brasileiro

Melão brasileiro tem pegada de carbono 50% menor do que o do exterior

Notícia

Pegada de carbono do melão brasileiro é metade da encontrado em frutos produzidos no exterior. Entenda porque isso é importante ...

21/11/2018

Turismo e saúde: conheça o Circuito das Frutas de São Paulo

Notícia

Quem mora na capital paulista tem uma opção de turismo saudável e saborosa a poucos quilômetros da metrópole ...

27/10/2017