facebook
Voltar para a lista

10 frutas brasileiras que você não consome, mas deveria

16/10/2017

Graviola é uma das frutas brasileiras

As frutas brasileiras são um verdadeiro sucesso, seja por seu sabor único, seja por suas excelentes qualidades nutricionais. Por ser um país de dimensões continentais, o Brasil tem uma das maiores biodiversidades do planeta. Tanto que é praticamente impossível listar todas as variedades de frutas que existem em nossa flora – quanto mais conhecer cada uma delas.

Observando com cuidado cada bioma é possível consumir muito mais que apenas banana e maçã. As frutas típicas de nosso País são saborosas e cheias de nutrientes. Por isso, separamos aqui uma lista com 5 frutas brasileiras que todo mundo deveria conhecer e incluir na dieta. Confira!

1. Biribá

Frutas brasileiras-biribá
Crédito: Reprodução da internet

Talvez você não conheça o biribá, mas se você não estranhou o nome dessa fruta, que é uma das frutas brasileiras mais comuns na região norte do Brasil, talvez seja porque ela remete ao som da palavra “berimbau”. E não à toa.

Dizem os percussionistas e artesãos especializados no instrumento que não existe melhor berimbau que aquele feito com biribá.

Mas não é só para isso que serve o fruto, que é do tipo “cápsula”. Ele dá em árvores que podem medir de 4 a 18 metros de altura, e geralmente amadurecem entre março e junho. Quando maduros, as cápsulas se abrem e liberam de uma a quatro sementes – que são comestíveis.

Por ser uma fruta regional, original da Amazônia, é muito conhecida na região e também no nordeste brasileiro, onde é muito consumido in natura, mas também pode servir para fazer sucos e sorvetes deliciosos.

2. Feijoa

Frutas brasileiras-feijoaTambém conhecida como goiaba-serrana, a feijoa é uma fruta típica do sul do Brasil e muito parecida com a goiaba, embora haja diferenças consideráveis.

Há quem diga, por exemplo, que a feijoa é um fruto que mistura os sabores da banana, do morango e do abacaxi. Já a poupa, muito amarela, tem sabor semelhante ao do araçá e tem de 20 a 30 sementes.

Geralmente pode ser encontrada com mais facilidade de janeiro a março. Apesar de ser muito rica em fibras, também é muito calórica. Por isso é recomendado quantidades menores para quem tem uma dieta de baixas calorias diárias.

3. Graviola

Frutas brasileiras-graviolaMuito comum nas regiões litorâneas e no nordeste brasileiro, a graviola é uma fruta muito conhecida em todo o país, mas que pouco faz parte da dieta do brasileiro.

E opção para incluir a fruta no dia a dia é que não falta. Graças ao seu excelente sabor e aroma muito agradável, a graviola pode ser usada para fazer sucos, sorvetes, xaropes, néctares e até bebidas como champola, mas também pode ser consumida in natura ou até mesmo com açúcar.

O aproveitamento da unidade de graviola também é ótimo, já que 54% da fruta é formada por poupa.

4. Jatobá

Frutas brasileiras-jatobáO jatobá é um fruto típico do cerrado brasileiro. É facilmente encontrado na Bahia, em Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Piauí, São Paulo e até mesmo na Bolívia – para a sorte dos nossos vizinhos bolivianos.

Isso porque o jatobá tem um sabor excelente. Pode ser consumido in natura, cozido com leite ou usado até mesmo para fazer farinha – que por sinal tem ótimo valor nutritivo também. Existem receitas muito saborosas de pães, bolos e minguaus a base de jatobá.

Quando amadurecem, os frutos ficam com cor escura, o que geralmente acontece no quadrimestre final do ano, de setembro a dezembro.

5. Juá

Frutas brasileiras-juá
Crédito: Gustavo Giacon

Ao contrário de muitas frutas regionais, o Juá não é facilmente encontrado em supermercados e feiras dos centros urbanos. Ele é muito comum no agreste nordestino e em regiões de caatinga, mas não existem matas de juazeiro – as árvores onde dão os frutos. Geralmente, eles estão em pés de serras e em capoeiras degradadas.

Mas por que o fruto é tão interessante para a dieta? É que, quando está maduro, ele apresenta 25mg de vitamina C por 100 gramas de poupa (a recomendação de ingestão diária para um adulto é de 60 mg). Além disso, também contém cálcio e fósforo. Graças ao seu enorme valor nutritivo, ele felizmente pode ser encontrado em alguns pomares domésticos do nordeste do País.

 

6. Camu-camu

Frutas brasileiras camu-camuA Amazônia possui uma grande variedade de frutas deliciosas, mas ainda pouco exploradas e até mesmo conhecidas. É o caso do camu-camu, fruta com elevado potencial nutricional, mas que praticamente é ignorada pela população brasileira.

Da mesma família que a goiaba e a jabuticaba, a camu-camu também é chamada de “caçari”, “araçá-d’água”, ou ainda “camocamo”.  É encontrada naturalmente nas margens dos rios, lagos e igapós, tanto nas águas escuras como nas águas claras.

Do ponto de vista nutricional, a camu-camu se destaca por ser uma das frutas com a maior concentração de vitamina C que se tem registro. Para se ter uma ideia, estudos apontam que a quantidade da vitamina em 100 gramas de polpa apresentam uma variação de 845 a 3133 mg. Um número muito superior á da acerola, considerada até então, como a fruta mais rica em ácido ascórbico (vitamina C) no Brasil, cuja concentração varia de 973 a 2786 mg/100g de polpa.

Com sabor azedinho, é muito utilizada pelos peruanos em preparos que vão desde sucos até doces e molhos.

 

7. Cambuci

Frutas brasileiras cambuciParece um disco voador, mas é só uma deliciosa fruta que já foi abundante no Sudeste brasileiro, principalmente no estado de São Paulo. O cambuci já foi tão presente no estado paulista que seu nome até mesmo batiza um bairro da capital.

Tem sabor ácido e um grande potencial para a industrialização, devido ao alto rendimento em polpa, elevada acidez e razoáveis concentrações de ácido ascórbico, minerais e fibras alimentares.

Quem deseja provar essa fruta pitoresca pode se aventurar pelo interior de São Paulo: Criada em 2009, a rota gastronômica do cambuci surgiu da necessidade da criação de um roteiro gastronômico, turístico e cultural, dentro e nas redondezas do Parque Estadual da Serra do Mar Paulista, para divulgar, promover e fomentar as potencialidades deste fruto.

 

8. Cupuaçu

Frutas brasileiras cupuaçu
Crédito: Marcos Luiz Leal Maia

O cupuaçu já não é mais tão exótico, mas ainda assim, diversas pessoas só o conhecem de nome.  Muito versátil, do cupuaçu se aproveita de tudo, inclusive as sementes.

São as sementes, inclusive, que geram um dos produtos com maior aceitação do mercado: o cupulate – doce que, como o nome sugere, lembra o chocolate, tanto em sabor quanto em textura.

De acordo com a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (Taco), o Cupuaçu possui ainda nutrientes e minerais, como fibra alimentar, cálcio, magnésio e potássio. Outro ponto interessante é que os povos amazônicos usam suas sementes para fins terapêuticos, em tratamentos do para o sistema digestivo.

 

9. Cajá

Frutas brasileiras cajáAmarelinha e muito comum no Nordeste, assim é a cajá. A fruta que tem safra no verão é famosa por seu gosto peculiar. É possível encontrar três tipos diferentes dessa fruta:

  • Cajá-manga: fruta grande e com muitos espinhos
  • Cajá-mirim: menor, mas com sabor muito parecido com a do cajá-manga
  • Umbu-cajá: uma mistura hibrida de umbu com o cajá.

Com a casca lisa e amarelada (algumas frutas podem ser avermelhadas), a cajá é utilizada inclusive como remédio caseiro. Na Bahia, os produtores de cacau a utilizam a árvore da cajá – cajazeira  – como sobreiro para os cacaueiros.

Os frutos da cajazeira são muito apreciados pelo excelente sabor de sua polpa. Além disso, apresentam boas características agroindustriais como o alto rendimento de polpa.


Curiosidade: na famosa novela “O Bem Amado” um trio divertido de personagens tinha era conhecido como Irmãs Cajazeiras. Apesar desse nome lembrar a fruta, na trama, era apenas o sobrenome das irmãs.


10. Cagaita

Frutas brasileiras-cagaiata
Crédito: Gustavo Giacon

Fruto da cagaiteira, a cagaita é típica do cerrado brasileiro. É uma fruta pequena, com casca esverdeada, polpa suculenta e ácida e com até quatro sementes no seu interior.

Tem um forte efeito laxativo, o que faz com que ela não possa ser consumida em grandes quantidades. Essa característica, inclusive, é apontada como a origem popular de seu divertido nome.

Sob o ponto de vista nutricional, apresenta boa quantidade de vitamina C e antioxidantes,  além de possuir baixo valor calórico.

Sua árvore pode chegar até 8 metros de altura e ocupa áreas da Bahia, Minas Gerais, Tocantins, Goiás, São Paulo e Mato Grosso do Sul.

A fruta é utilizado na fabricação de sucos, picolés e sorvetes

 

 

Conhece outras frutas brasileiras que deveriam estar na lista? Conte para gente em nosso Facebook!

 

Fonte: Alimentos Regionais Brasileiros, 16 de outubro de 2017.

Três razões para incluir a beterraba no seu dia a dia

Notícia

De coloração forte e sabor adocicado, a beterraba tem diversos benefícios que vão fazer você incluí-la na sua dieta ...

20/12/2017

Lentilha

Lentilha: muito além do grão da sorte

Notícia

Muita lembrada no final do ano para as tradicionais simpatias de Réveillon, a lentilha pode ser útil o ano inteiro! ...

03/05/2018

A agricultura precisa realmente dos agrotóxicos?

Entrevista

O pesquisador da Embrapa Fernando Adegas revela por que a produção agrícola tropical precisa lançar mão de tecnologias para ser competitiva ...

16/10/2017