facebook
Voltar para a lista

Manga: fruta de muitos benefícios e sabores

06/05/2020

Manga

Fruta de árvores da espécie Mangifera indica L., a manga é bastante carnosa e possui um caroço em seu interior.  Por isso, ela caracteriza-se tecnicamente como uma drupa.

A manga apresenta características marcantes, como sabor, cheiro e suculência. Nesse sentido, o maior consumo da fruta acontece em sua versão in natura,. Todavia a sua utilização cabe na alimentação das mais variadas formas, como em sucos e em preparos doces ou salgados.


Drupa é a definição dada a frutos carnosos que possuem um caroço em seu interior, como uma semente. Geralmente esses frutos possuem uma casca fina e polpa suculenta, como é o caso da manga.


As mangueiras possuem vida longa, e muitos espécimes atingem mais de 100 anos de idade. Além disso, existem muitos tipos de mangas, que podem variar com relação ao tamanho, forma, presença de fibras, aroma e sabor, atendendo a todos os paladares. E, enquanto o mercado externo prefere frutos com menos fibras, os brasileiros se interessam pelos mais fibrosos.

Sendo assim, a manga é uma fruta bastante colorida, e apresenta tons de amarelo, laranja, verde e vermelho. Todavia, o que você talvez você não saiba é que todas essas nuances estão relacionadas à incidência de luz solar. Assim, o lado mais rosado da manga é aquele que recebeu diretamente raios de sol, enquanto a porção mais amarelada ou esverdeada ficou na sombra.

curiosidade sobre a manga

Motivos para incluir a manga no seu dia a dia

A manga é um alimento que está presente em todo o território nacional. Graças a sua versatilidade de formatos, cores e sabores, é a queridinha dos cozinheiros profissionais e aspirantes a chefs. Veja abaixo a receita que a Top Chefe 2020 Luciana Berry preparou especialmente para o Saber Hortifruti:

Além do uso in natura, a manga cai bem no preparo de sucos, passas, compotas, sorvetes, geleias, coberturas, doces, saladas, bem como em pratos salgados. Ou seja, ela vai da entrada à sobremesa, do suco ao coquetel e pode aparecer ao final, num saboroso licor.

Manga é bom pra quê?

A manga é uma fruta de excelente densidade nutricional por agregar baixa caloria por porção. Isso provém principalmente do carboidrato disponível e do elevado conteúdo de nutrientes, como vitaminas, minerais e compostos bioativos.

Dessa forma, é um alimento considerado fonte de fibra e pode contribuir com a saúde intestinal se for associada a um padrão alimentar saudável, além de fornecer outros benefícios. Ademais, a manga contém em sua composição minerais como selênio, fósforo, zinco e magnésio.

Mas o destaque da manga fica mesmo para o potássio, pois uma porção dessa fruta fornece cerca de 35% da recomendação diária do nutriente. Ou seja, o fruto é uma excelente fonte desse mineral.


VALE A PENA LEMBRAR

Alimentos fontes são aqueles que, em uma porção, fornecem de 10 a 20% da recomendação diária do nutriente mencionado. Já os alimentos considerados “excelente fonte” fornecem em uma porção mais de 20% da recomendação diária do nutriente.


Além do mais, a manga possui como ponto forte a quantidade de Vitamina A. De acordo com a variedade, pode ser classificada como fonte ou excelente fonte do nutriente, contribuindo com funções envolvidas no processo de visão, desenvolvimento ósseo e ações do sistema imunológico.principais informações nutricionais da mangaTodavia, poucos sabem que, ao consumir uma porção de manga, também estamos ingerindo ácido ascórbico (vitamina C). Nesse sentido, suas principais funções incluem a participação na formação do colágeno, síntese de hormônios, além de atuar como antioxidante natural.


Curiosidade

Uma porção de manga Palmer fornece 62% da recomendação diária de vitamina A e 100% da recomendação diária de vitamina C para mulheres adultas. Para homens adultos, o percentual é de 48% e 80% em relação a vitamina A e C, respectivamente.


Fruta indiana trazida pelos portugueses

Se você é fã de manga, pode agradecer aos portugueses, pois foram eles que trouxeram esse fruto da Índia para o Brasil. Inclusive, a referência mais antiga ao cultivo de mangas encontra-se na Índia em torno de 2000 a.C.. A fruta foi levada para o leste da Ásia entre 400 e 500 a.C., no século XV para as Filipinas e no século XVI para África. Já no Brasil ela chegou por meio dos exploradores portugueses.

No início do século XX, para agradar ainda mais os consumidores, que buscavam por sabores e aromas mais suaves, novas variedades de manga foram desenvolvidas. Esse processo ocorreu a partir do cruzamento de diversas mangueiras originárias da Índia com a de outras regiões da Ásia.

Além disso, o melhoramento da manga, em especial na Flórida, originou muitas plantas que se espalharam pelo mundo e que hoje registram mais comercializações. Entre elas, as cultivares Haden e Tommy.

Nesse sentido, as mangueiras se adaptaram bem aos climas tropicais e subtropicais do Brasil. São árvores que crescem bem em solos bem drenados e úmidos, sendo capazes de atingir entre 35 e 40 metros de altura. Sendo assim, possuem folhas grandes, largas e que mudam de cor à medida que crescem. O fruto pode levar até 150 dias para se desenvolver.

As variedades de manga

Manga rosa, uma das variedades mais comuns no Brasil

As variedades de manga ingressaram no Brasil em dois momentos: inicialmente pelos portugueses, durante a colonização de nosso território, com variedades asiáticas. Depois, no século passado, novas variedades da Flórida também vieram para o Brasil.

Sobre a escolha da variedade de mangueira que será cultivada, ela está diretamente relacionada à preferência do mercado consumidor. As variedades Tommy Atkins, Haden,  Keitt, Kent e Palmer são as preferidas pelo mercado internacional. Enquanto isso, no Brasil, a manga Rosa e Espada são as preferidas.

A tradicional manga espada aparece como uma variedade nacional. Bastante rústica, produz duas vezes por ano e é resistente a importantes doenças que afetam as plantações de manga, o que também agrada os produtores. Além disso, os frutos geralmente apresentam intensa coloração verde, casca lisa e polpa amarelada.

A manga Rosa também surge como uma variedade nacional. No entanto, ela apresenta crescimento lento, e é mais suscetível a doenças e de baixa produtividade. Em relação aos frutos, eles são de coloração amarelada ou rosada, com polpa amarela intensa bem aderida à casca, que é lisa e espessa.

Até hoje, catalogaram-se mais de 1.600 tipos de manga em todo o mundo. O país que mais se destaca nesse quesito é a Índia: só na terra do Taj Mahal, estima-se que existam mais de mil tipos de fruta. No Brasil, por outro lado, é possível encontrar cerca de 10 dessas variedades, com destaque para as mangas Espada, Palmer, Tommy Atkins e Rosa.

Quer saber mais sobre os tipos de mangas? Conheça os quatro tipos de manga mais comuns no Brasil.

A manga é cítrica?

Diferente da laranja, limão e abacaxi, a manga não é um fruto cítrico. Sendo assim, quando madura, sua polpa possui baixa concentração de ácido cítrico e maiores teores de açúcares, fazendo com que o sabor da fruta seja doce e agradável.

Em relação ao teor de açúcares, ao compararmos sucos de manga das diferentes variedades, a Palmer é a que apresenta maior concentração de açúcar. Depois dela, são as variedades Kent, Keitt e Tommy.

Produção no mundo e no Brasil

produtores de manga no BrasilAtualmente, a manga é cultivada em regiões subtropicais e tropicais de 108 países. Juntos, eles somaram uma produção de 55,3 milhões de toneladas de frutas no ano de 2018.

Além disso, os maiores produtores mundiais de manga são Índia, China, Tailândia, Indonésia, Paquistão, México e Brasil. No entanto, cerca de 180 mil toneladas da nossa produção é destinada ao mercado externo, colocando o país na posição de quarto maior exportador de manga do mundo.

Enquanto isso no Brasil, os pomares de manga são cultivados em todas as regiões, mas só a produção do nordeste representa mais de 75% do total produzido pelo país. O destaque vai para o Vale do São Francisco, entre Bahia e Pernambuco.

Mas, se você quer saber qual a melhor época para levar essa fruta para casa, fique por dentro do valor médio do quilo da manga entre janeiro e dezembro no ano de 2019 na CEAGESP de São Paulo. Vale destacar que, apesar do gráfico ser referente ao preço médio do quilo da manga de São Paulo, essa variação também acontece em outros estados.

preço médio da manga em sp

Os pomares de manga

No interior, é comum se ter um pé de manga no quintal. Normalmente, as mangueiras são enormes, tanto em altura quanto em largura da sua copa.  Contudo, no cultivo comercial, não é assim que funciona.

pomar de mangaAs mangueiras se adaptam bem em áreas onde as estações de seca e chuva são bem definidas. Sendo assim, do plantio até a colheita pode demorar dois anos para começar a produzir os primeiros frutos. No entanto, somente a partir do quarto ano sua produção tem valor econômico.

Mas, é importante dizer que essa produção “rápida” é resultado de mudas enxertadas. Caso você queira plantar uma semente de manga, o tempo para colher frutos pode ser maior que oito anos. Por isso, todos os pomares de mangueira comerciais são instalados a partir de mudas enxertadas.

Todavia, quando a produção é comercial, as mangueiras passam por podas para que não cresçam muito, facilitando a colheita dos frutos e a manutenção do pomar. Dependendo do tipo de manga e como aconteceu o plantio, a altura máxima de uma mangueira comercial deve ser em torno de 4 metros.


Curiosidade

Apenas 1% das flores da mangueira se tornam frutos. 

Isso acontece porque o tempo seco e pragas causam o abortamento da maioria das flores produzidas pela árvore. E, ao final, a própria planta se beneficia, já que a formação de muitos frutos poderia sobrecarregar o pé da fruta.


A colheita da manga acontece de forma manual durante o ano todo. Além disso, o colhimento das frutas deve acontecer com cuidado para evitar pancadas e ferimentos na casca. Essas injúrias podem levar à perda do valor comercial, além de deixarem os frutos expostos ao ataque de microrganismos.

Chutney de manga: aprenda a fazer a receita

Agora que você sabe tudo sobre a manga, que tal preparar um Chutney, receita tradicional na Índia?

Ingredientes:

1 manga madura picada

1/2 cebola bem picadinha

1 colher de sobremesa de margarina

1 limão espremido

1 xícara de água

1 colher de sobremesa de páprica doce

1 colher de chá de pimenta-do-reino

1 pimenta dedo-de-moça sem as sementes

1 canela em pau

2 cravos

1 pitada de noz-moscada ralada

1 pitada de curry

1 fatia fina de gengibre bem picadinha

2 colheres de sopa de açúcar

1 colher de chá de sal

Modo de preparo:

Em uma panela, derreta a margarina e refogue a cebola, até ficar bem dourada. Acrescente o açúcar, sal, a pimenta, o caldo de limão, a água, as especiarias e a manga. Deixe ferver no fogo baixo, até ficar quase como uma geleia, mexendo de vez em quando.

Espere esfriar e sirva como preferir. O chutney pode acompanhar carnes de porco, boi, frango e pescados. O sabor agridoce também vai bem em lanches com hambúrguer.

 

Gosta de frutas?
Então saiba como está o consumo de frutas e hortaliças no Brasil com o nosso texto!

 

Principais Fontes

Companhia Nacional de abastecimento (CONAB).

Food and Agriculture Organization of the United Nations (FAO)

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

Warschefsky, E. J., and Wettberg, E. J. B.  Population genomic analysis of mango (Mangifera indica) suggests a complex history of domestication. New Phytologist, 2019.

Tangerina brasileira: fruta asiática ganha sua primeira versão nacional

Notícia

Mais resistente e fácil de descascar, ela é um equilíbrio perfeito entre acidez e doçura ...

01/11/2017

Quero ser grande! Brasil busca lugar de destaque na exportação de frutas

Notícia

Parceria entre Abrafrutas e Apex-Brasil tem como objetivo aumentar valor e volume de frutas exportadas ...

15/01/2018

tomate

O tomate e seus segredos

Notícia

Tomate, conheça as verdades sobre esse alimento tão presente no nosso dia-a-dia. ...

21/05/2020