facebook
Voltar para a lista

Melancia: de sabor doce e suave, se destaca por ser tão refrescante

07/11/2019

A melancia (Citrullus lanatus) é comumente tratada como fruta por ser consumida principalmente como sobremesa, mas na verdade é uma hortaliça. Ela pertence à família Cucurbitaceae, a mesma do pepino, moranga, abóbora e melão.

Considerada refrescante, em função da porcentagem de água no fruto (90,7%) a melancia possui baixo valor calórico (58 kcal em uma fatia média de 200g). Em sua composição encontramos também vitaminas, minerais e compostos bioativos, principalmente os carotenoides licopeno e betacaroteno.

Além de muito apreciada in natura, a melancia é utilizada para fazer sucos, salada de frutas, coquetéis, sorvetes e geleias. Sua polpa congelada em cubos é utilizada para decorar e aromatizar água e drinks. A calda produzida com a polpa do fruto também é utilizada como cobertura de sobremesas.


SAIBA MAIS

Benefícios do melão vão muito além da dieta

Maçã: uma das frutas mais apreciadas pela humanidade


Você sabe como escolher a melancia na hora de comprar?

Como escolher melanciaA casca da melancia deve ser relativamente lisa, mas é muito comum encontrar pequenas marcas na casca, já cicatrizadas, que não afetam a qualidade do fruto.

Em um dos lados, a casca deve apresentar uma mancha clara, de cor amarelo creme, que corresponde ao local onde o fruto encostava no solo. Quando a melancia não possui esta marca, pode indicar que a colheita foi prematura o que afeta negativamente a textura, o sabor e a suculência da polpa.

Entre dois frutos de mesmo tamanho, prefira sempre o mais pesado e, se o fruto já estiver cortado, observe se a polpa apresenta cor uniforme e acentuada. As sementes também devem apresentar cor pronunciada e brilhante. 


Dicas para consumo de melancia

Antes de cortar a melancia, lave bem a casca em água potável. O fruto inteiro pode ser conservado fora da geladeira por vários dias sem perder a qualidade. Depois de cortada, mantenha o fruto sob refrigeração. Cobrir a polpa do fruto com filme plástico assegura que ela não desidrate ou modifique a textura.

Se optar por comprar a melancia já descascada e picada, pronta para consumo, lembre-se de que ela deve estar acondicionada em recipientes tampados, dispostos em gondolas refrigeradas. As embalagens devem estar imersas no gelo. Os pedaços devem ter aparência firme e densa.


Além da polpa, outras partes da melancia podem ser aproveitadas

O reaproveitamento dos resíduos e subprodutos de frutas é um tema de grande interesse nutricional, uma vez que cascas e sementes são boas fontes de fibras, minerais, compostos bioativos. Em alguns casos, em quantidades maiores do que na polpa. 

Na melancia podemos destacar a entrecasca do fruto como um alimento com elevado teor de fibra insolúvel.  A farinha obtida da entrecasca da melancia é utilizada para o enriquecimento de produtos de panificação e massas alimentícias. Outras formas de utilização da entrecasca da melancia são na produção de doces, compotas e picles.

Origem e cultivo da melancia 

A melancia é cultivada há mais de quatro milênios e acredita-se que tenha se originado na África. Partindo do Egito, a melancia se espalhou por todos os países ao longo do Mar Mediterrâneo, levada por navios mercantes. Foi trazida para a América pelos espanhóis e rapidamente se tornou muito popular.

A cultura se dá bem em regiões onde prevalecem temperaturas de 21 °C a 35 °C. Apesar da preferência pelo clima quente, é possível produzi-la em áreas que registram até 15 °C. 

Os frutos são produzidos a partir de flores que duram apenas um dia. Elas se abrem quando o sol nasce e murcham no final da tarde. Só existe a produção dos frutos com ajuda de insetos polinizadores, como as abelhas. Por isso, é bom ter algumas caixas de abelhas perto da plantação.

Cuidados são necessários no cultivo, pois a melancia é suscetível a doenças e pragas. Sendo assim, é necessário que se utilize sementes sadias, controle da irrigação e de adubação para prevenir o ataque dessas pragas e doenças, evitando perdas na produção. 

Existem produtos químicos que são também utilizados na cultura da melancia. Contudo, seu emprego deve ser sempre orientado por um engenheiro agrônomo e quando, estritamente necessário.


SAIBA MAIS

Frutas tropicais: conheça e inclua na sua alimentação


Podemos encontrar produtores de melancia por todo o Brasil

De acordo com o levantamento do setor, a cultura da melancia tem expressiva importância no agronegócio brasileiro. É produzida em vários estados do País, sendo que Goiás, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, São Paulo, Bahia, Tocantins e Ceará representam 60% da área cultivada do Brasil. 

Nos estados do Nordeste se concentra a produção de melancia pequena (de consumo individual) que é destinada à exportação. Na safra de agosto de 2017 a março de 2018 o Brasil exportou 71,3 mil toneladas da fruta, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA). Mesmo assim, a maior parte produzida (melancias grandes) é destinada para consumo interno, que representa 97% da produção brasileira.

 

Fonte: EMBRAPA, CEPEA.

sapoti-miniatura

Sapoti – Da América Central para o mundo!

Notícia

Considerada exótica, o Sapoti é uma fruta saborosa que guarda curiosidades e muitas histórias para contar! Conheça algumas delas ...

29/08/2018

Sustentabilidade e hortaliças: uma combinação possível

Notícia

Livro da Embrapa prioriza a ciência em discussão sobre a sustentabilidade da horticultura no Brasil ...

23/10/2017

pequi

Pequi: o ouro do cerrado

Notícia

Tradicional nos pratos e receitas do centro-oeste brasileiro, o Pequi mostra que tem potencial para conquistar todas as regiões do País ...

09/05/2018