facebook
Voltar para a lista

Você sabe o que é o picles? Descubra conosco

19/09/2018

É comum acreditar que o picles é um pepino em conserva um pouco mais ácido e picante. A verdade, porém, é que ele pode ser feito de pepino ou de outros tipos de vegetais. Afinal, picles nada mais é do que uma forma de preparar e consumir vegetais. Ele pode ser basicamente com qualquer vegetal, conservando-o com sal ou vinagre (ou os dois).

Ao colocar os vegetais nessa conserva, os alimentos ganham um tempo maior de vida e podem ser consumidos por mais tempo sem riscos de contaminação. A mistura dos vegetais com o vinagre produz a fermentação láctica do alimento. Essa fermentação natural é gerada pela ação de bactérias do gênero Leuconostoc e Lactobacillus, presentes no próprio vegetal.


SAIBA MAIS

Bloody Mary: conheça e aprenda a fazer o drink

Agrotóxicos: perigos, riscos e percepções


O picles na história

Acredita-se que os primeiros picles em vinagre tenham aparecido na Mesopotâmia há mais de 4 mil anos. É possível ainda encontrar diversas referências a esse alimento na história. Reza a lenda que uma das personalidades que consumia o alimento era a rainha Cleópatra do Egito. Ela comia picles, pois acreditava que essa atitude a rejuvenescia. Já o imperador de Roma, Júlio César, garantia que sua tropa tivesse o alimento sempre a mão, por acreditar que a conserva aumentava a força física dos soldados.

Uma das histórias mais impressionantes conta que Napoleão Bonaparte teria oferecido doze mil francos de recompensa à pessoa que apresentasse os melhores picles para alimentar as suas tropas. Se essas histórias são verdade, não é possível saber. Entretanto, mesmo que não passem de lendas, uma coisa é certa, o picles é popular.

Falando de popularidade, você sabia que até mesmo Shakespeare cita a salmora em seus textos? Em “A Tempestade” existe uma metáfora, que revela que este alimento já estaria bem enraizado nos hábitos e tradições inglesas.

 

Picles-couveVegetais mais comuns na hora de fazer um picles

É comum que picles sejam feito de pepino, mas essa não é a única opção. Existem picles de diversos vegetais, mas os mais comuns são cebola, cebolinha, repolho e couve flor. A fermentação dos vegetais ocorre em salmoura a 10%, por 4 a 6 semanas. A concentração dessa salmoura aumenta gradativamente para valores entre 15 e 17,5%. Após a fermentação, é feita a lavagem para, posteriormente, o alimento passar por um tratamento específico que pode torna-lo azedo, doce ou aromatizado.

 

Como fazer um bom picles

Uma bom picles começa com a base. Ela é feita com 1 medida de água, uma medida de vinagre e 1 colher (sopa) de sal para cada 3 colheres (sopa) de açúcar. Se quiser, acrescente outros temperos a essa mistura.

 

Modo de fazer

  • Primeiramente, escolha o vegetal, lave e seque e coloque-o no pote de vidro (previamente esterilizado).
  • Ferva todos os ingredientes para fazer a salmoura. Despeje-a sobre o vegetal.
  • Tampe o pote e cozinhe em banho-maria por 15 a 30 minutos. Dê um choque térmico no vidro com água fria e reserve-o virado para baixo, de um dia para o outro.
  • Guarde o picles fechado por pelo menos 1 a 2 semanas antes de abrir.

 

Fonte: Hortifruti, 19 de setembro de 2018

Caules comestíveis

Caules comestíveis: conheça 4 opções surpreendentes

Notícia

Pode parecer estranho, mas os caules comestíveis são mais comuns do que você imagina. ...

29/01/2019

Durian

Saiba por que o Durian é uma fruta proibida da Ásia

Notícia

Mesmo sendo famosa pelo odor forte e desagradável, a Durian ainda é muito consumida em países asiáticos ...

11/06/2019

Erva-Mate

Erva-mate muito além do chimarrão

Notícia

A erva-mate é o ingrediente principal de uma bebida típica do sul do País: o chimarrão. Que tal conhecer um pouco mais dessa erva? ...

04/07/2018