facebook
Voltar para a lista

Você sabe o que é o picles? Descubra conosco

É comum acreditar que o picles é um pepino em conserva um pouco mais ácido e picante. A verdade, porém, é que ele pode ser feito de pepino ou de outros tipos de vegetais. Afinal, picles nada mais é do que uma forma de preparar e consumir vegetais. Ele pode ser basicamente com qualquer vegetal, conservando-o com sal ou vinagre (ou os dois).

Ao colocar os vegetais nessa conserva, os alimentos ganham um tempo maior de vida e podem ser consumidos por mais tempo sem riscos de contaminação. A mistura dos vegetais com o vinagre produz a fermentação láctica do alimento. Essa fermentação natural é gerada pela ação de bactérias do gênero Leuconostoc e Lactobacillus, presentes no próprio vegetal.


SAIBA MAIS

Bloody Mary: conheça e aprenda a fazer o drink


O picles na história

Acredita-se que os primeiros picles em vinagre tenham aparecido na Mesopotâmia há mais de 4 mil anos. É possível ainda encontrar diversas referências a esse alimento na história. Reza a lenda que uma das personalidades que consumia o alimento era a rainha Cleópatra do Egito. Ela comia picles, pois acreditava que essa atitude a rejuvenescia. Já o imperador de Roma, Júlio César, garantia que sua tropa tivesse o alimento sempre a mão, por acreditar que a conserva aumentava a força física dos soldados.

Uma das histórias mais impressionantes conta que Napoleão Bonaparte teria oferecido doze mil francos de recompensa à pessoa que apresentasse os melhores picles para alimentar as suas tropas. Se essas histórias são verdade, não é possível saber. Entretanto, mesmo que não passem de lendas, uma coisa é certa, o picles é popular.

Falando de popularidade, você sabia que até mesmo Shakespeare cita a salmora em seus textos? Em “A Tempestade” existe uma metáfora, que revela que este alimento já estaria bem enraizado nos hábitos e tradições inglesas.

 

Picles-couveVegetais mais comuns na hora de fazer um picles

É comum que picles sejam feito de pepino, mas essa não é a única opção. Existem picles de diversos vegetais, mas os mais comuns são cebola, cebolinha, repolho e couve flor. A fermentação dos vegetais ocorre em salmoura a 10%, por 4 a 6 semanas. A concentração dessa salmoura aumenta gradativamente para valores entre 15 e 17,5%. Após a fermentação, é feita a lavagem para, posteriormente, o alimento passar por um tratamento específico que pode torna-lo azedo, doce ou aromatizado.

 

Como fazer um bom picles

Uma bom picles começa com a base. Ela é feita com 1 medida de água, uma medida de vinagre e 1 colher (sopa) de sal para cada 3 colheres (sopa) de açúcar. Se quiser, acrescente outros temperos a essa mistura.

 

Modo de fazer

  • Primeiramente, escolha o vegetal, lave e seque e coloque-o no pote de vidro (previamente esterilizado).
  • Ferva todos os ingredientes para fazer a salmoura. Despeje-a sobre o vegetal.
  • Tampe o pote e cozinhe em banho-maria por 15 a 30 minutos. Dê um choque térmico no vidro com água fria e reserve-o virado para baixo, de um dia para o outro.
  • Guarde o picles fechado por pelo menos 1 a 2 semanas antes de abrir.

 

Fonte: Hortifruti, 19 de setembro de 2018

limão

Limão: um azedinho que não pode faltar

Notícia

Azedo e versátil, o limão está presente em diversas receitas, mas sua produção sofre várias ameaças no campo ...

Brasil lança plano para ganhar destaque no mercado de frutas

Notícia

Plano Nacional do Desenvolvimento da Fruticultura (PNDF) é estratégia do País para aumentar a exportação de frutas ...

3 dicas de fruta para comer no verão

Notícia

No calor, nada melhor do que investir em alimentos leves e saborosos como as frutas, não é mesmo? Confira três opções ideais para consumir nesse início de ano ...