facebook
Voltar para a lista

Pera, o sabor do clima temperado

pera

ortanto,A pera é uma fruta leve, saborosa e pode refrescar o seu verão, estação que as pereiras estão em plena fase de produção aqui no Brasil. Nesse sentido, com as condições ambientais favoráveis ao desenvolvimento desses pomares nas regiões para qual foram adaptadas, o sabor e a qualidade dos frutos são bem melhores e mais sustentáveis.

Benefícios da pera

A versatilidade da pera faz dela uma ótima companhia para os lanches no dia a dia. Baixa em calorias e rica em fibras, é ideal para consumir no intervalo das refeições, conferindo saciedade e contribuindo com a saúde intestinal. Além disso, pode ser utilizada também no preparo de sobremesas, compotas, tortas, bolos, sorvetes, caldas. Todavia, em receitas agridoces a fruta confere o dulçor leve e característico.

Informações nutricionais da peraO conteúdo de minerais como cálcio, magnésio, fósforo, potássio, vitaminas e compostos bioativos no fruto é variável entre os cultivares. Sendo assim, guarda relação direta com fatores climáticos e características geoquímicas e morfológicas do solo no qual é cultivado.

Assim como outras frutas, é importante que a pera faça parte do plano alimentar de pessoas atletas e também de pessoas comuns, por contribuir com a oferta de carboidratos e fibras alimentares. Lembre-se, a solução para ser saudável está no seu prato. Por isso, não deixe a pera na feira nem no mercado.

Se levou para casa, não jogue fora

A pera é uma fruta climatérica, ou seja, o amadurecimento continua acontecendo mesmo após ser colhida. Dessa forma, se for comprar peras para consumo durante a semana é interessante escolher as mais verdinhas, pois essas irão durar mais tempo na sua casa. Porém, caso queira consumir de imediato, é bom procurar aquelas que estiverem mais maduras ou amarelinhas.


Leia também

Higienização de hortifruti: como fazer corretamente

Armazenamento de alimentos: como eles podem durar mais tempo?


consumo de peraIndependente para quando for o consumo, prefira sempre aqueles frutos que apresentem uma casca integra, sem pontos amolecidos e com cabo firme.

Nesse sentido,, para armazenar o fruto é importante coloca-lo embalado na parte mais baixa da sua geladeira. Portanto, como a pera produz muito etileno (hormônio que auxilia no amadurecimento), deixe-a afastada de frutas e hortaliças mais sensíveis, como: batata, pepino, brócolis, morangos e pêssego.

Pera asiática ou europeia, qual a sua preferida?

As peras que conhecemos hoje são originárias de uma árvore ancestral que existiu entre 65 a 55 milhões de anos atrás, nas regiões montanhosas do sudoeste da China. Desde então sementes dessa planta tem sido dispersas por animais e fatores climáticos, pelo continente asiático e alcançando até mesmo o continente europeu.

Sendo assim, decorrente de sua idade pré-histórica, quando o homem passou a cultivar plantas há 10.000 anos, já existia uma grande diversidade de peras espalhadas pelos continentes. Com isso, povos europeus e asiáticos acabaram domesticando diferentes espécies dessa fruta. Dessa forma, pomares comerciais de pera já eram encontrados há pelo menos 3.000 anos na China e também na Europa.

É por isso que encontramos tantas diferenças entre as peras asiáticas e peras europeias, incluindo formato, textura de polpa, açúcar, acidez e aroma.

Aquele formato de fruto que geralmente associamos a pera, portanto, é característico da fruta europeia e pertence a espécie Pyrus communis. Dessa maneira, ela apresenta polpa macia e lisa com sabor e aroma mais marcantes. Essa é a principal espécie cultivada na Europa, Américas do Norte e do Sul, África e Austrália.

Por outro lado, as peras asiáticas apresentam frutos mais arredondados, são mais docinhas e suaves. Quatro espécies possuem essas características e tem maior cultivo na Ásia: Pyrus pyrifolia, P. bretschneideri, P.  sinkiangensis, P. ussuriensis. A primeira espécie é a mais famosa e também ficou conhecida como “pera oriental”, “pera chinesa”, “pera japonesa” ou “pera maçã”.

Produção de peras

pereiraAnualmente são produzidas cerca de 24 milhões de toneladas de peras no mundo. Nesse sentido, a China é de longe o país que mais produz essa fruta, com 70% de toda a produção originária dos pomares chineses. Estados Unidos, Itália, Argentina e Turquia juntos, por sua vez, produzem cerca de 10% da produção mundial e completam a lista dos cinco maiores produtores de pera no mundo. Ainda segundo a Organização das Nações Unidas Para Agricultura (FAO), a China, Holanda e Argentina são os países que mais exportam peras para o mundo.

As peras chegaram no Brasil no período colonial pelas mãos dos europeus, e tiveram seu cultivo inicial na região Sudeste. Todavia, logo viu-se que essas plantas se desenvolveriam melhor na região Sul.

Em 2019 os pomares de pera brasileiro produziram 16 mil toneladas do fruto e 94% dessa produção está concentrada na região Sul, com o Rio Grande do Sul sendo o estado que mais produz.

Contudo, é uma produção pequena perto do que os brasileiros consomem. Portanto, para se ter uma ideia, no mesmo ano, de acordo com o Programa Brasileiro de Modernização do Mercado Hortigranjeiro (Prohort), foram comercializadas 135 mil toneladas de peras nas principais Centrais de Abastecimento (Ceasas). Com isso, o Brasil precisa importar grandes quantidades de pera para atender o mercado interno.

Dessa forma, cerca de 99% das peras comercializadas no país são provenientes da Argentina, Portugal, Espanha, Chile, Estados Unidos e Itália, o que faz dessa fruta um alimento de alto valor. Também segundo o Prohort, o preço médio do quilo da pera variou entre seis e cinco reais, sendo os meses de maio a julho os mais baixos.

Desafios da produção de pera no Brasil

Um dos grandes desafios que os produtores de pera enfrentam no Brasil é a irregularidade de produção, muito afetada pelas condições climáticas. Nesse sentido, a pereira é uma árvore de clima temperado, e para produzir frutos precisa adquirir horas de frio. As menos exigentes precisam de aproximadamente 400 horas de frio abaixo de 7,2 °C, enquanto algumas variedades demandam mais de 700 horas de frio.

Leia também:

Preservação da água: prática comum de quem produz hortifruti

Por isso, a Embrapa uva e vinho realiza pesquisa e desenvolvimento de cultivares de pereira melhor adaptadas às condições brasileiras, visando a viabilidade técnica e econômica dessa cultura. Sendo assim, poderá atender a demanda dos produtores e consumidores, criando uma perspectiva para a diminuição das importações da fruta.

Receita: experimente peras ao vinho

Agora que você conheceu a pera de pertinho e está íntimo dessa fruta, que tal incluí-la na sua ceia de Natal? Essa receita de peras ao vinho vai deixar sua mesa muito mais linda.

peras ao vinho

É super simples de fazer! Você vai precisar de:

  • 3 peras – asiática ou europeia, a que você preferir
  • 1 copo e meio de vinho tinto seco
  • 2 copos de água
  • 4 colheres de sopa de açúcar
  • 1 colher de sobremesa de canela em pó

Para fazer esse lindo e saboroso prato, primeiro você vai descascar as peras e cortá-las ao meio. Além disso, retire as sementes. Em uma panela, adicione o vinho, a água, o açúcar e a canela. Em seguida coloque as peras na panela e deixe no fogo baixo por cerca de 30 a 40 minutos.

Quando o vinho virar uma calda é a hora de montar o prato.

Você sabia que a pera é considerada parente da maçã? Saiba mais sobre essa fruta igualmente deliciosa com o nosso artigo!

 

Principais fontes

EMBRAPA. Pera: O produtor pergunta, a Embrapa responde. Brasília, DF : Embrapa, 2016.

FAO. FAOSTAT, Crops. Disponível em: http://www.fao.org/faostat/en/#data/QC/visualize. Acesso em: 04/12/2020.

IBGE. Sistema IBGE de Recuperação Automática. Disponível em: https://sidra.ibge.gov.br/pesquisa/pam/tabelas. Acesso em: 04/12/2020

Wu, J., et al. Diversification and independent domestication of Asian and European pears. Genome Biology, 2018.

Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TBCA). Universidade de São Paulo (USP). Food Research Center (FoRC). Versão 7.0. São Paulo, 2019. [Acesso em: 18 de novembro de 2020]. Disponível em: http://www.fcf.usp.br/tbca.

abacate

Abacate: o queridinho das nutricionistas

Notícia

Em alta no mercado internacional, o abacate é muito saboroso e faz bem à saúde ...

cenoura

Cenoura: a raiz comestível que é grande aliada da nossa saúde

Notícia

Rica em vitaminas, a cenoura é um alimento que auxilia em hábitos alimentares saudáveis. ...

índice glicêmico

Índice Glicêmico: descubra se você precisa se preocupar com ele

Notícia

Na busca por uma alimentação saudável, muitas vezes somos bombardeados por termos que não conhecemos. Aqui você fica sabendo o que é o índice glicêmico ...