facebook
Voltar para a lista

Sem graça? Apesar da fama, Chuchu é versátil e nutritivo

Considerado por muitos um alimento sem graça, o chuchu já virou sinônimo de expressões populares e piadas por conta dessa (má) fama. Ao nos referimos a algo insosso, é comum a comparação com a hortaliça. E tem mais, a facilidade de cultivo do chuchu é motivo para metáforas sobre promiscuidade. Apesar disso, a hortaliça tem diversos benefícios e é uma ótima opção para quem precisa de um alimento versátil e saudável.

O chuchuzeiro é uma planta conhecida há séculos. De origem mexicana, era cultivado pelos antigos Astecas que o chamavam Chayotl e tinha grande destaque entre as hortaliças da época. Na mesma família do chuchu estão incluídos outros velhos conhecidos como o melão, a melancia, as abóboras, as morangas, o pepino e muitos outros. Seu nome científico é Sechium edule e, assim como o tomate, está na categoria de fruto. De sabor delicado (nada sem graça), o chuchu tem fácil cultivo.

Conhecer as propriedades do chuchu pode ser o empurrão que faltava para você incluí-lo na sua alimentação diária.

Propriedades do chuchu

Quem deseja perder alguns quilinhos, encontra no chuchu um grande aliado. Isso porque, a hortaliça é rica em água e possui poucas calorias. Para se ter uma ideia, cada 100 gramas de chuchu possuem apenas 19 calorias.

A hortaliça também contém fibras (1,0g a cada 100 gramas) que, aliadas a uma alimentação diversificada, melhoram o funcionamento do intestino.  O chuchu possui também vitaminas e minerais.

Outro ponto que o favorece é o fato de ser uma hortaliça muito versátil. Pode ser consumido frio, em uma salada refrescante ideal para o verão. Nesse caso, capriche nas ervas aromáticas para realçar o sabor e frescor.  Se a opção for fazê-lo quente, ele pode ser refogado sozinho ou associado a outras hortaliças. Receitas de sopas e cremes, quentes ou frios, também lançam mão dele em diversos preparos.

Finalmente, talvez você não saiba, mas provavelmente já brigou para roubar chuchu da cobertura do bolo. Isso porque, além da textura adequada, ele pode adquirir o sabor que o confeiteiro quer dar a ele. Para fazê-lo se passar por cereja, cozinhe-o até que fique “al dente” e em seguida retire bolinhas com um instrumento chamado “boleador”. Depois cloque as bolinhas em água com cal virgem culinária (serve para deixar a comida firme, mas macia) e jogue-as em calda quente de groselha.

Fonte: Hortifruti, 08 de dezembro de 2017

Rastreabilidade de alimentos

Rastreabilidade de alimentos contribui para consumo responsável

Notícia

Um guia completo para você conhecer a rastreabilidade de alimentos. Saiba como esse procedimento ajuda a garantir alimentos mais seguros ...

Caules comestíveis

Caules comestíveis: conheça 4 opções surpreendentes

Notícia

Pode parecer estranho, mas os caules comestíveis são mais comuns do que você imagina. ...

Jabuticaba

5 benefícios da jabuticaba: fruta com sabor e versatilidade

Notícia

Conheça 5 benefícios da jabuticaba, essa fruta tipicamente brasileira que tem gostinho de infância e faz muito bem para a saúde ...